Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 1017
Quarta, 23 November 2022 16:43

Sefaz Alagoas recebe Sefaz do Acre para debater sobre o Processo Administrativo Tributário Eletrônico

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Sefaz Alagoas recebe Sefaz do Acre para troca de experiências Sefaz Alagoas recebe Sefaz do Acre para troca de experiências Victor Xavier

A Secretaria da Fazenda (Sefaz-AL) recebeu, nesta quarta-feira (23), uma visita técnica para debater sobre a implementação do Processo Administrativo Tributário Eletrônico (e-PAT) no estado do Acre. Na ocasião, houve uma troca de ideias sobre a colaboração entre os estados, para conhecer o sistema, que já está implementado na Sefaz Alagoas, e entender quais os benefícios desse processo.

A reunião promovida pelo superintendente de tecnologia da informação, Marcelo Malta, contou com a presença do auditor da Receita Estadual do Acre, Josias Franco Alino e do gerente da Divisão de Sistemas Tributários Informatizados do Acre, Wanderson Fernandes. Além deles, estavam presentes: a gerente do ePAT, Solymar Correia Alves e o gerente de tecnologia do projeto e-PAT, Reinaldo Malta.

Na ocasião, os representantes da Sefaz do Acre compareceram para entender quais foram os desafios e os benefícios que a Sefaz Alagoas conseguiu durante a experiência da implementação desse sistema.

“É fundamental que os estados se aproximem e que a gente possa ter uma situação onde todos ganham. Temos a possibilidade de aprender com a experiência dos estados e trazer algumas novidades que a gente possa compartilhar”, comenta Wanderson Fernandes.


O Processo Administrativo Tributário Eletrônico

Esse sistema está implementado na Sefaz Alagoas desde julho de 2019. O mecanismo encurta processos administrativos tributários e aumenta a segurança, transparência e comunicação que é feita diretamente com o contribuinte através do Domicílio Tributário Eletrônico (DTE). Além disso, esse procedimento possibilita que os usuários apresentem a documentação online, sem precisar comparecer presencialmente, facilitando a rotina do contribuinte.

“Por ser um procedimento longo, que passa por vários setores e tem prazos a serem cumpridos, ele normalmente demorava mais de 2 anos para chegar ao seu final. Sendo eletrônico, com menos de um ano já está resolvido. Isso é um ganho não só de tempo, como também financeiro e de trabalho”, ressalta a gerente do projeto e-PAT, Solymar Correia Alves.

 

Informações adicionais

  • Chapéu: COLABORAÇÃO
  • Bigode: Colaboração entre os estados facilita a implementação do processo eletrônico no Acre
  • Repórter: Victor Xavier
Ler 71 vezes Última modificação em Quarta, 23 November 2022 18:07