Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas



×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 1017
Quarta, 10 July 2024 16:59

Nota Fiscal Cidadã: mais quatro instituições sociais são cadastradas na campanha

Para as entidades, a NFC se apresenta como uma importante ferramenta que fortalece as ações prestadas à sociedade Para as entidades, a NFC se apresenta como uma importante ferramenta que fortalece as ações prestadas à sociedade Cortesia
A campanha Nota Fiscal Cidadã (NFC), promovida pela Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz), agora conta com mais quatro novas instituições aptas para serem adotadas: Centro Juvenil Maria Auxiliadora, Apae Maragogi, Instituto João de Barro e Associação Comunitária dos Moradores e Amigos do Trapiche (Asscomat).

Segundo Juliane Calheiros, chefe de Educação Fiscal, essas novas adesões enriquecem ainda mais a NFC, já que essas entidades sociais destacam-se por seu compromisso em melhorar a qualidade de vida de diversos alagoanos.

"Ficamos felizes sempre que novas instituições se enquadram nos requisitos da campanha e participam conosco. Para as entidades, a NFC se apresenta como uma importante ferramenta que fortalece as ações prestadas à sociedade. Estamos sempre disponíveis para sanar dúvidas e engajar novos cadastros", ressalta.
 
Conheça um pouco mais sobre cada uma delas:


CENTRO JUVENIL MARIA AUXILIADORA

Localizado em Penedo, e fundado em 2008, o Centro Juvenil Maria Auxiliadora se dedica à educação e cultura para crianças e adolescentes. A entidade oferece apoio socioeducativo através de atividades como incentivo à leitura, esportes, artes, dança e palestras educativas.

De acordo com Teresinha de Jesus, presidente da instituição, participar da NFC representa uma oportunidade de continuar o trabalho com os moradores da região: “Assim, podemos captar mais recursos para continuar e melhorar a oferta dos serviços na garantia dos Direitos da Criança e adolescente, bem como incentivar e contribuir para a arrecadação fiscal”, destacou.


APAE MARAGOGI

Inaugurada em 2017, atende pessoas com deficiência (PcD), oferecendo uma variedade de serviços especializados em Maragogi. "Nos temos profissionais de psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional, enfermagem, psiquiatria, neurologista, entre outros. Decidimos nos cadastrar na campanha com o objetivo de melhorar o espaço para proporcionar um ambiente mais acolhedor e acessível aos nossos usuários", disse João Guilherme, gerente de produção.


INSTITUTO JOÃO DE BARRO


Situado em Arapiraca e ativo desde 2015, dedica-se ao desenvolvimento social de crianças, adolescentes e jovens através de programas que abrangem assistência social, educação, esporte, cultura, saúde, lazer e qualificação profissional. Marcela Souza, captadora de recursos, comentou sobre os motivos que levaram o instituto a fazer parte da campanha.

“Para que nossa missão seja cumprida, realizamos nossa intervenção com metodologias que contribuem para o desenvolvimento das crianças, adolescentes, jovens e suas famílias. O cadastro da Instituição na NFC se mostra relevante pois além de conscientizar as pessoas sobre a importância da educação e controle fiscal, melhora a oferta de ações dos projetos de entidades sociais envolvidas”, afirmou.
 

ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS MORADORES E AMIGOS DO TRAPICHE (Asscomat)

Fundada em 2011 e situada em Maceió, a Asscomat atende pessoas em situação de risco, cuja renda per capita está abaixo da linha da pobreza. A associação oferece uma ampla gama de serviços socioeducativos e de assistência, incluindo esportes, artesanato e cursos profissionalizantes. Além disso, se compromete com a entrega de doações, como alimentos, cestas básicas e kits de higiene, através de seu bazar solidário, além de oferecer orientação nutricional, aulas de zumba e ginástica funcional.

“A NFC no estado de Alagoas é um dos programas de incentivo mais bem-sucedidos já visto, para a gente, a campanha vai além de poder concorrer a prêmios em dinheiro, que de fato que irá nos auxiliar muito no desenvolvimento e entrega do nosso trabalho, é também mais uma possibilidade de alcançar visibilidade social, e divulgar para um número maior de pessoas o nome da Asscomat, afinal estaremos em parceria com um programa de representação social importante e de credibilidade” lembrou Williams Martins, 1° Conselheiro fiscal da associação.