Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 1017
Segunda, 20 March 2023 16:51

Secretária da Fazenda recebe homenagem nos 30 anos do grupo Tigre

Renata dos Santos recebe honraria da Polícia Civil de Alagoas Renata dos Santos recebe honraria da Polícia Civil de Alagoas Ivo Neto

A secretária da Fazenda, Renata dos Santos, recebeu uma homenagem do Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre) da Polícia Civil de Alagoas (PC-AL), em comemoração alusiva à unidade do grupo elite atuante há 30 anos. A honraria aconteceu nesse domingo (19), no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Jaraguá. Durante a solenidade, estiveram presentes autoridades de Alagoas e de outros estados.

“Estou honrada por receber esta homenagem. O meu papel na Secretaria de Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag-AL), quanto agora na Secretaria da Fazenda, é sempre dar apoio a eles. São equipes competentes que cuidam da Segurança de Alagoas. Parabenizo pelos 30 anos de combate à criminalidade e, principalmente, por defender a sociedade, os bons alagoanos. Meu respeito e admiração pelo grupo Tigre”, agradeceu a secretária Renata.

Criado por Lei em 17 de maio de 1994, o Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre) era conhecido como Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate). Atualmente, o grupo Tigre é o segundo mais antigo da PC-AL da região Nordeste, e o quinto mais bem preparado do Brasil.

O agente de polícia e coordenador do Tigre, Antônio Carlos Lins Vasco, enfatizou que a maioria das pessoas que estavam presentes na solenidade contribuíram de forma direta e indireta para a existência e o sucesso do grupo Tigre da PC-AL.

“Estamos aqui para comemorar os 30 anos desse grupo Tático. Ao longo da sua existência, o grupo vem contribuindo de forma efetiva para a Segurança Pública de Alagoas, pois tem participação ativa com bons resultados alcançados por esta pasta que é bastante vista em todas as gestões. Temos orgulho de contribuir nas atividades criminosas que foram motivos para a criação oficial em 1993”, frisou.

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas, Gustavo Xavier, o Tigre trabalha com treinamento, capacitação e operacionalização. “Essa é a base para uma melhor logística, oportunizando maiores resultados para Polícia Civil, Segurança Pública e população. Ao todo, são 26 combatentes nesse grupo para atuar em parceria com outras instituições do estado e atender 3 milhões de pessoas em Alagoas e que conseguem fazer um trabalho impecável”, ressaltou.

O delegado Xavier ainda mencionou que está feliz em poder compartilhar esse sentimento com o grupo. “Meus parabéns a todos que passaram pelo Tigre e os que agora compõem essa equipe honrosa da Polícia civil do estado de Alagoas. Precisamos entender a responsabilidade que esses policiais têm e, sobretudo, pelo o que fazem. Só temos a dimensão quando observamos as ocorrências tratadas pelo grupo”, concluiu.