Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas



×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 1017

Victor Gabriel Xavier da Silva

Segunda, 15 July 2024 17:01

Lei Geral de Proteção de Dados é pauta de ações na Sefaz-AL

Conhecida por ser um marco histórico na regulamentação do tratamento de dados pessoais no Brasil, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), Lei n. 13.709, completa, no segundo semestre de 2024, quatro anos desde que começou a ter vigência no país. A segurança dos dados pessoais, tanto em meios físicos quanto digitais, é garantida pela legislação brasileira.

Com o avanço da era digital, proteger as informações pessoais tornou-se um dever de todos os cidadãos, seja em instituições privadas ou públicas. Deste modo, a LGPD é criada para proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade de cada pessoa. Com essa preocupação a Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) tem intensificado as medidas de proteção dos dados pessoais dos servidores, consumidores e contribuintes do estado.

A iniciativa faz parte do processo de modernização do órgão, que visa garantir ainda mais a privacidade e integridade das informações de milhares de cidadãos alagoanos. De acordo com Tárcio Rodrigues, chefe de Segurança da Informação, a Sefaz busca não apenas estar em conformidade com as regulamentações vigentes, mas também superar as expectativas de privacidade e segurança dos nossos usuários.

"Temos trabalhado incansavelmente para fortalecer a proteção dos dados dos cidadãos alagoanos. Implementamos novas tecnologias e aprimoramos nossos protocolos para garantir que as informações confiadas à Fazenda de Alagoas sejam resguardadas com o mais alto padrão, assegurando que suas informações pessoais sejam tratadas com o máximo de cuidado e responsabilidade", afirmou.

Visando capacitar os seus servidores a respeito da segurança dos dados, a Sefaz tem promovido uma série de palestras internas e rodas de conversa abordando temas como: LGPD, Cibersegurança e Proteção de Dados Pessoais no Setor Público. Ainda neste ano foi realizado um workshop abordando as boas práticas em segurança da informação. 

“As capacitações ocorrem por meio de trilhas de conhecimento, tanto as produzidas pela Chefia de Segurança da Informação, quanto as que são fomentadas pelo Governo de Alagoas. Ambas são realizadas por meio da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), com certificado emitido pela própria Enap e pela Escola Fazendária”, frisa Sandryele Morais, assessora de Suporte à Segurança da Informação.

Lorena Barbosa é servidora da secretaria há três anos. Ela destaca que as ações realizadas na Sefaz têm sido úteis em seu trabalho diário e enxerga esse como um tema fundamental. Ela comenta da satisfação em perceber todo trabalho desenvolvido pelo órgão, focado nesse assunto. 

“Eu acredito que esta é uma questão de extrema importância na sociedade, especialmente no ambiente de trabalho. Proteger nossos dados e os de todos os contribuintes que interagem diariamente com a secretaria é essencial. Isso demonstra o zelo, o respeito e a responsabilidade que a Sefaz tem para com o cidadão. Estou muito feliz em ver os constantes e-mails e as diversas iniciativas realizadas internamente sempre abordando esse tema”, destacou a assessora especial da Sefaz.

 

Quarta, 10 July 2024 16:59

Nota Fiscal Cidadã: mais quatro instituições sociais são cadastradas na campanha

A campanha Nota Fiscal Cidadã (NFC), promovida pela Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz), agora conta com mais quatro novas instituições aptas para serem adotadas: Centro Juvenil Maria Auxiliadora, Apae Maragogi, Instituto João de Barro e Associação Comunitária dos Moradores e Amigos do Trapiche (Asscomat).

Segundo Juliane Calheiros, chefe de Educação Fiscal, essas novas adesões enriquecem ainda mais a NFC, já que essas entidades sociais destacam-se por seu compromisso em melhorar a qualidade de vida de diversos alagoanos.

"Ficamos felizes sempre que novas instituições se enquadram nos requisitos da campanha e participam conosco. Para as entidades, a NFC se apresenta como uma importante ferramenta que fortalece as ações prestadas à sociedade. Estamos sempre disponíveis para sanar dúvidas e engajar novos cadastros", ressalta.
 
Conheça um pouco mais sobre cada uma delas:


CENTRO JUVENIL MARIA AUXILIADORA

Localizado em Penedo, e fundado em 2008, o Centro Juvenil Maria Auxiliadora se dedica à educação e cultura para crianças e adolescentes. A entidade oferece apoio socioeducativo através de atividades como incentivo à leitura, esportes, artes, dança e palestras educativas.

De acordo com Teresinha de Jesus, presidente da instituição, participar da NFC representa uma oportunidade de continuar o trabalho com os moradores da região: “Assim, podemos captar mais recursos para continuar e melhorar a oferta dos serviços na garantia dos Direitos da Criança e adolescente, bem como incentivar e contribuir para a arrecadação fiscal”, destacou.


APAE MARAGOGI

Inaugurada em 2017, atende pessoas com deficiência (PcD), oferecendo uma variedade de serviços especializados em Maragogi. "Nos temos profissionais de psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional, enfermagem, psiquiatria, neurologista, entre outros. Decidimos nos cadastrar na campanha com o objetivo de melhorar o espaço para proporcionar um ambiente mais acolhedor e acessível aos nossos usuários", disse João Guilherme, gerente de produção.


INSTITUTO JOÃO DE BARRO


Situado em Arapiraca e ativo desde 2015, dedica-se ao desenvolvimento social de crianças, adolescentes e jovens através de programas que abrangem assistência social, educação, esporte, cultura, saúde, lazer e qualificação profissional. Marcela Souza, captadora de recursos, comentou sobre os motivos que levaram o instituto a fazer parte da campanha.

“Para que nossa missão seja cumprida, realizamos nossa intervenção com metodologias que contribuem para o desenvolvimento das crianças, adolescentes, jovens e suas famílias. O cadastro da Instituição na NFC se mostra relevante pois além de conscientizar as pessoas sobre a importância da educação e controle fiscal, melhora a oferta de ações dos projetos de entidades sociais envolvidas”, afirmou.
 

ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS MORADORES E AMIGOS DO TRAPICHE (Asscomat)

Fundada em 2011 e situada em Maceió, a Asscomat atende pessoas em situação de risco, cuja renda per capita está abaixo da linha da pobreza. A associação oferece uma ampla gama de serviços socioeducativos e de assistência, incluindo esportes, artesanato e cursos profissionalizantes. Além disso, se compromete com a entrega de doações, como alimentos, cestas básicas e kits de higiene, através de seu bazar solidário, além de oferecer orientação nutricional, aulas de zumba e ginástica funcional.

“A NFC no estado de Alagoas é um dos programas de incentivo mais bem-sucedidos já visto, para a gente, a campanha vai além de poder concorrer a prêmios em dinheiro, que de fato que irá nos auxiliar muito no desenvolvimento e entrega do nosso trabalho, é também mais uma possibilidade de alcançar visibilidade social, e divulgar para um número maior de pessoas o nome da Asscomat, afinal estaremos em parceria com um programa de representação social importante e de credibilidade” lembrou Williams Martins, 1° Conselheiro fiscal da associação.
 
Quarta, 03 July 2024 15:12

Sefaz participa de evento sobre a importância das pesquisas em empresas para a economia de Alagoas

A equipe da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz) marcou presença no evento Diálogos Externos IBGE: A importância das pesquisas em empresas para a economia de Alagoas, realizado nesta quarta-feira (03), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no auditório do Sebrae, em Maceió.

O encontro reuniu empresários, contadores e a sociedade em geral, abordando as atualizações no cenário econômico e as perspectivas futuras de setores fundamentais como indústria, comércio, serviços e construção civil. A secretária da Fazenda, Renata dos Santos, esteve na mesa de abertura e destacou a relevância das estatísticas elaboradas pelo IBGE para as finanças públicas do Estado.

“Os resultados de pesquisas abrangem desde a projeção de cenários econômicos e de receitas até a elaboração de orçamentos. Esses dados são essenciais também para estudos e análises técnicas que fortalecem as políticas públicas”, afirmou Renata.

Ricardo Leite, contador Geral do Estado de Alagoas, também participou do evento. “Falamos da parceria do IBGE com o Governo de Alagoas. Os dados fornecidos pela instituição permitem o gerenciamento do orçamento de maneira mais precisa, direcionando os recursos públicos de acordo com as necessidades da população”, ressaltou.

Sexta, 14 June 2024 15:46

Sefaz promove debate sobre Reforma Tributária com Profissionais destacados da área

A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz) promoveu, nesta sexta-feira (14), palestras com o tema “A Reforma Tributária e os Novos Paradigmas da Tributação”. O evento contou com a participação de servidores fazendários, advogados, contadores e membros do Contribuinte Arretado, e ocorreu no auditório do prédio-sede, localizado no Centro de Maceió.

 
Com o objetivo de esclarecer e debater, a programação incluiu apresentações de destacados profissionais da área, abordando desde princípios básicos até mudanças específicas em impostos como IPVA, Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCD), Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), Imposto sobre bens e serviços (IBS), além da estrutura e funções do comitê gestor.


Camila Vergueiro, advogada, mestre em Direito Tributário pela PUC/SP, professora do Curso de Especialização do Instituto Brasileiro de Tributários falou sobre novos princípios e o sistema tributário nacional, versando sobre aspectos mais gerais como: tributação e distribuição das competências tributárias.

Em sua fala, Vergueiro destacou a importância do evento: “Fiquei muito feliz que a Secretaria da Fazenda de Alagoas promoveu um evento como esse que tratou sobre a reforma tributária. Um seminário que gerou outras oportunidades de discussão, um tema que merece bastante debate, e isso foi fomentado aqui".


Luiz Dias, coordenador do Encontro Nacional de Coordenadores e Administradores Tributários (Encat), discorreu em sua participação sobre a estrutura do Comitê Gestor, sobretudo os aspectos do seu funcionamento, especialmente a fiscalização, mostrando que o Comitê atuará como um grande coordenador das ações de fiscalização de estados e municípios, realizando uma intensa cooperação com a Receita Federal do Brasil, para não impactar negativamente nas atividades do contribuinte.


“É uma reforma que traz uma grande capacidade de impactar positivamente no ambiente de negócio das empresas, nas administrações tributárias, para tornar as administrações tributárias muito mais eficientes”, afirmou Luiz.

O evento foi uma oportunidade valiosa para os profissionais da área tributária se atualizarem sobre as mudanças propostas, mantendo um aprimoramento contínuo. Um dos participantes, Sérgio Papini, advogado e contador, enfatizou: “Foi um momento de aprendizado para todos, estamos todos começando do zero, então não há outra forma de aprender, se não o diálogo, e o evento foi justamente construído com essa filosofia de ter a exposição e ter o diálogo ao final. Espero que tenham outros eventos desse mesmo padrão, já que é uma reforma gigantesca, com muitos temas para serem conversados. Este pode ser o primeiro de uma série de eventos sobre reforma tributária”.

Quarta, 12 June 2024 12:04

Operação Blindspot: Gaesf cumpre mandados de busca, apreensão e bloqueio de bens em São Paulo e Alagoas

Nesta quarta-feira (12), o Ministério Público de Alagoas, por meio do Gaesf (Grupo de Atuação Especial de Combate a Sonegação Fiscal de Lavagem de Bens), em parceria com a SEFAZ/AL, SSP/AL, PCAL, PMAL e PGE/AL, cumpriu dois mandados de busca, apreensão e sequestro de bens, conforme decisão judicial.

Os 14 integrantes da organização criminosa (Orcrim) foram denunciados no dia 30 de abril e a denúncia foi recebida no dia 10 de junho pela 17ª Vara Criminal da Capital (Combate ao Crime Organizado). Deles, oito são residentes em Alagoas; três, em Pernambuco; dois, em São Paulo; e um, na Paraíba.

A Orcrim interestadual atuava a partir de alterações societárias empresariais, com a utilização de interpostas pessoas, inclusive pessoa falecida, bem como através da emissão de notas fiscais fraudulentas, objetivando fraudar a fiscalização tributária e sonegar impostos estaduais, prejuízo calculado em R$ 17.210.372,72, valor relacionado ao esquema de Alagoas; como também R$ 1.146.570,00, quantia relacionada aos denunciados de empresas em São Paulo.

Atuando em conluio com empresa sediada no município de Escada, em Pernambuco, e no município de Jandira, em São Paulo, uma empresa de grande porte recebeu e utilizou-se irregularmente de cerca de R$ 82 milhões em notas fiscais ideologicamente falsas. Uma empresa alagoana inclusive foi vendida para uma pessoa morta um ano após seu falecimento.

O Ministério Público de Alagoas propugna pela condenação dos envolvidos nos crimes de Organização Criminosa, Sonegação Fiscal, Falsificação de Documentos, Falsidade Ideológica e Lavagem de Bens, que está em apuração.

O Gaesf propugna ainda pela condenação dos réus ao pagamento de multa penal e reparação de dano moral coletivo num valor aproximado de R$ 36 milhões em favor do Povo de Alagoas, além do enquadramento na lei 12.846/13 para a responsabilização das pessoas jurídicas.

BLINDSPOT

A palavra que dá nome à operação é de origem inglesa e significa “Ponto Cego”, fazendo referência à dificuldade de controle e atuação dos órgãos de fiscalização em relação a esse tipo de organização criminosa.

Quarta, 12 June 2024 12:01

Encontre os melhores preços no Dia dos Namorados com Economiza Alagoas

Deixou para última hora a compra do presente de Dia dos Namorados e precisa encontrar os melhores produtos e preços? Com a plataforma Economiza Alagoas, da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz), você pode encontrar o presente ideal para surpreender quem você ama. Basta acessar economizaalagoas.sefaz.al.gov.br/

A plataforma é acessível através de qualquer dispositivo com conexão à internet. Ao entrar no link, basta digitar o nome ou o código de barras do produto que você deseja e as opções serão exibidas.As informações disponibilizadas são obtidas a partir de vendas reais realizadas por todos os estabelecimentos que emitem Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e).

O site possui uma ampla gama de categorias, incluindo moda, eletrônicos, cosméticos, acessórios e muito mais. Uma das maiores vantagens é a possibilidade de comparar preços entre diferentes lojas de todo o estado, tudo isso de uma forma fácil e rápida.

“Os usuários que recorrem ao Economiza Alagoas ficam sempre satisfeitos, o site foi desenvolvido com o objetivo de facilitar a vida dos alagoanos, proporcionando uma experiência de compra segura e econômica”, enfatizou Eduardo Calheiros, líder do projeto.

Terça, 11 June 2024 10:26

Sefaz visita instituições sociais cadastradas na Nota Fiscal Cidadã no interior de Alagoas

A equipe do Programa de Educação Fiscal (PEF) da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) visitou, na sexta-feira (07), duas instituições sociais do interior que fazem parte da campanha Nota Fiscal Cidadã (NFC): a Associação dos Agricultores e Agricultoras do Município de Minador do Negrão (AAA-MN) e a Comunidade Acolhedora São Paulo Apóstolo, em Coité do Nóia.

Segundo Juliane Calheiros, chefe de Educação Fiscal da Sefaz, as visitas foram feitas com o objetivo de acompanhar as aquisições e reformas realizadas pelas entidades sociais com os recursos adquiridos a partir dos sorteios do programa. “Vimos tudo que as instituições fizeram com os recursos públicos recebidos por meio da NFC, recursos estes vindos dos tributos arrecadados pelo Estado. Foram muitos feitos que aprimoram os serviços prestados à população local”, disse.

 

 

Associação dos Agricultores e Agricultoras do Município de Minador do Negrão

Cadastrada na NFC desde 2020, a associação foi fundada em 2013 e atende mais de mil pessoas da região de Minador do Negrão, interior de Alagoas. O foco principal da AAA-MN é na área de agricultura, mas também trabalha com esporte e educação. José Antonio, coordenador da entidade e captador de recursos, afirma que com a campanha, já conseguiram mais de R$ 104 mil em prêmios, possibilitando adquirir diversos equipamentos que dão uma cara nova à instituição.

“É uma campanha de extrema qualidade, quero agradecer a toda equipe da Sefaz por isso. Com a campanha, conseguimos comprar ar condicionado, freezer, cadeiras, notebook, fornos para assar bolo, bancada e muitos outros equipamentos. Deixo aqui um convite para todas instituições ainda não cadastradas na NFC para que façam isso”, comenta.

 

 

Comunidade Acolhedora São Paulo Apóstolo

A instituição é localizada no município de Coité do Nóia e trabalha acolhendo pessoas com dependência de substâncias químicas. Eles começaram a fazer parte da NFC em 2017 e, desde então, já arrecadaram mais de R$ 175 mil em prêmios.

“Através de prêmios e recursos da NFC, tivemos a possibilidade de fazer diversas reformas e ampliações. Entre elas, as mais significativas, o nosso laboratório de informática e a nossa residência terapêutica, local destinado àquelas pessoas que estão concluindo o seu período de acolhimento. Então, estar cadastrado na campanha é uma satisfação imensa, nosso fraterno abraço e eterna gratidão para toda a equipe que compõe a Nota Fiscal Cidadã”, disse Antônio Carlos, coordenador Técnico da entidade.

 

Terça, 11 June 2024 08:39

Censo dos Servidores 2024: Secretária da Fazenda participa de roda de conversa sobre raça, vivências e representatividade

A Secretária da Fazenda de Alagoas, Renata dos Santos, participou, nesta segunda-feira (10), de uma roda de conversa com o tema “Raça: Vivências e Representatividade no Setor Público”. A ação faz parte do Censo dos Servidores 2024, evento realizado pela Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), por meio da  Escola de Governo (Egal), para todos os servidores do Poder Executivo Estadual, e ocorreu na Egal, localizada no Centro de Maceió.

O Censo dos Servidores 2024 é uma iniciativa do Estado para analisar e criar políticas públicas de gestão de pessoas, direcionadas aos servidores, promovendo ambientes de trabalho mais inclusivos. A roda de conversa faz parte do calendário de ações que busca conscientizar sobre os temas abordados no formulário. Renata dos Santos destaca um processo que começou quando ela era secretária de Planejamento e ressalta a importância de dados para elaboração de estratégias.

“Ontem, recebi um depoimento maravilhoso no meu Instagram sobre o processo que começamos quando eu era secretária de Planejamento e que foi continuado pelos secretários Gabriel e, agora, Paula. É o processo de transversalidade da questão indígena, no qual não aumentamos um real de despesa para o estado. Nós pegamos necessidades e ofertas e focalizamos para os indígenas. Dados são importantes para desenhar políticas públicas, e os dados são escassos; estamos no processo de construí-los”, disse.

Renata também abordou sobre o preconceito. “Somos frequentemente percebidos de maneira negativa socialmente, inclusive por membros da nossa própria comunidade. Isso é uma construção social. É importante que estejamos presentes em espaços de liderança e reivindiquemos nosso lugar. Esse é o desafio constante que enfrento todos os dias”.

Além da secretária da Fazenda, estavam presentes na roda de conversa: Arabella Mendonça, secretária de Estado da Cidadania e da Pessoa com Deficiência (Secdef); Israel da Silva Oliveira, gerente de Assistência Social da Secretaria de Primeira Infância (Secria); Manuela Lourenço, superintendente de Políticas para a Igualdade Racial da Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh). O bate-papo foi mediado por Salete Maria dos Santos, professora da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) e presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Conepir).

Quarta, 05 June 2024 15:25

Secretária da Fazenda de Alagoas participa de coletiva de imprensa sobre Reforma Tributária

A Secretária da Fazenda de Alagoas, Renata dos Santos, esteve presente, nessa terça-feira (04), em uma série de eventos relacionados à comissão de sistematização da Reforma Tributária. Ela participou de audiência pública e coletiva de imprensa sobre o Projeto de Lei Complementar (PLP) que regulamentará o Comitê Gestor do Imposto sobre Bens e Serviços (IBS). Além disso, marcou presença na audiência de renegociação das dívidas do estado do Rio de Janeiro e da operacionalização do IBS.

O PLP que foi encaminhado para o Congresso Nacional já é o segundo projeto que trata da regulamentação da Reforma Tributária do consumo. Nele, são expostos alguns assuntos relacionados ao Comitê Gestor do IBS, como o contencioso administrativo do IBS, a distribuição de receitas entre os entes federados e a compensação dos saldos positivos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) acumulados até 31 de dezembro de 2032. 

Renata dos Santos foi expositora da audiência pública do grupo de deputados na câmara federal, que ocorreu na Câmara dos Deputados, para tratar sobre a questão do comitê gestor. Já a coletiva de imprensa foi realizada no Ministério da Fazenda. Durante a entrevista, Renata ressaltou a discussão de questões como a aprovação de orçamento e fiscalização por parte do Tribunal de Contas.

“O Comitê Gestor do IBS é a entidade responsável pela arrecadação, compensação de débitos e créditos e a distribuição de receita para os estados e municípios. A autonomia dele foi discutida no sentido do controle externo, tanto na questão da aprovação do nosso orçamento, como na questão da fiscalização por parte do Tribunal de Contas, dado que é uma espécie de consórcio interfederativo, ele cuida de dinheiro público que são de todos esses entes federativos subnacionais”, disse.

Ela abordou ainda a aprovação do orçamento, explicando que após diálogo e construção jurídica, decidiu-se que a aprovação seria feita pelas câmaras legislativas dos representados no comitê gestor. "O comitê gestor é uma administração tributária interfederativa, portanto, é crucial manter da forma mais técnica possível, com membros e servidores de carreira dos estados, municípios e procuradorias."

A secretária Renata, que é representante do Nordeste na comissão de sistematização da Reforma Tributária, exaltou o trabalho dos técnicos dos estados, municípios e da Receita Federal, que ao longo de quase seis meses, trabalharam incansavelmente para entregar os dois projetos. Ela também agradeceu a sua equipe da Fazenda de Alagoas.

“Aqui, estamos entregando qualidade! Eu quero agradecer imensamente aos servidores de Alagoas, Marcelo Sampaio, Marcos Dattoli e Luiz Dias que desempenharam um trabalho incrível debatendo assuntos tão importantes para nosso país, especialmente pensando no nosso nordeste e em Alagoas, como a simplificação do sistema tributário brasileiro através da reforma tributária”, frisa.

No mesmo dia, a secretária também participou da audiência pública sobre a renegociação das dívidas do estado do Rio de Janeiro, na qual também foi discutida uma proposta de renegociação da dívida em que todos os estados seriam beneficiados. Essa proposta foi discutida no âmbito do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita, Tributação ou Economia dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz). Além disso, a secretária participou da audiência pública sobre o modelo operacional do IBS e da Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS), no qual o servidor Luiz Dias foi um dos expositores.

Terça, 28 May 2024 15:18

Atendimento ao público da Sefaz-AL será exclusivamente on-line nesta sexta-feira (31)

A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) informa que, sexta-feira (31), não haverá atendimento ao público presencial no Bloco Administrativo Sílvio Carlos Viana, em Jacarecica, conforme o decreto N° 97.343/2024. A iniciativa foi publicada nesta terça-feira (28) no Diário Oficial do Estado (DOE), e institui ponto facultativo para os órgãos e entidades da administração pública estadual do poder executivo. Os serviços serão retomados na segunda-feira, dia 03 de junho.

 

A medida não deve prejudicar a prestação de serviços considerados essenciais. O atendimento ainda pode ser realizado online, pela assistente virtual da Sefaz, a Nise, tanto pelo site da Fazenda (www.sefaz.al.gov.br), como pelo Telegram (@nise_sefaz_al_bot).

 

É possível também utilizar o Sefaz Conectada, aplicativo que disponibiliza alguns serviços fazendários de forma prática. Lá, pode-se fazer o download gratuito nas lojas de aplicativos Google Play e App Store.

Página 1 de 2