Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 1017
Segunda, 27 June 2022 16:09

27 de junho: Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas

A data serve como forma de reconhecer a importância econômica e social das Micro, Pequenas e Médias empresas. A data serve como forma de reconhecer a importância econômica e social das Micro, Pequenas e Médias empresas. Márcio Ferreira

O dia 27 de junho foi escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas, como forma de reconhecer a importância econômica e social dos pequenos negócios, ao redor do mundo.

Vistas pela ONU como a “espinha dorsal” da maioria das economias, essas empresas desempenham um papel fundamental aqui no estado de Alagoas, gerando oportunidades significativas de geração de emprego e renda.

Segundo o empresário alagoano, Brandão Júnior, muitos dos empregos gerados por essas empresas são as primeiras atividades profissionais de jovens que aprendem o ofício na prática, além do nível de recontratação durante a alta temporada ser maior, se comparado a outros setores econômicos.

“Isso demonstra a força que as micro, pequenas e médias empresas possuem na geração de empregos, principalmente nesse momento no qual a economia vem aquecendo”, destacou o empresário. Bares e restaurantes ganham destaque já que, segundo Brandão Júnior, são responsáveis por 51% das contratações no setor de turismo.

Para o empresário, a data valoriza as empresas de diversos setores, para ele significa comemorar e refletir sobre a nova fase pós pandêmica, além de ser também um momento para se reinventar. “É importante perceber que essas empresas têm um espaço reconhecido internacionalmente, porém ainda há muito a se conquistar”, pontuou Brandão Júnior.

Para comemorar esta data, vamos conhecer um pouco mais sobre o trabalho da Secretaria da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL), com as micro, pequenas e médias empresas alagoanas, que somadas representam em torno de 80% das empresas do estado.

A Sefaz-AL realiza um trabalho de monitoramento, fiscalização e orientação com os Microempreendedores Individuais (MEIs), já com as empresas de pequeno porte (EPP) o trabalho é em torno das malhas fiscais – verificação e cruzamentos de dados.

De acordo com o gerente do Simples Nacional em Alagoas, Lucas Diógenes, o Simples Nacional é muito importante para o estado, para movimentar a economia. “Com o Simples as empresas conseguem sobreviver, porque é um regime diferenciado, que traz benefícios que com certeza fazem a diferença para essas empresas”.

Segundo Diógenes, Alagoas possui aproximadamente 130 mil MEIs, sendo que 23 mil destes estão atualmente realizando operações com mercadorias. “A Sefaz desempenha um importante papel de orientação para os pequenos contribuintes, que às vezes não entende ou entende pouco sobre como funciona a legislação. Com isso orientamos como elas devem se comportar para seguir as normas tributárias, além de mostrar a importância dessas empresas”, apontou o gerente do Simples Nacional.

Simples Nacional

Lançado em 2007 para descomplicar a vida de donos de pequenos negócios, o Simples Nacional é um regime tributário diferenciado, simplificado e favorecido, previsto pela Lei Complementar nº 123, de 2006, e aplicável às Microempresas (ME) e às Empresas de Pequeno Porte (EPP). Com o Simples o recolhimento de vários tributos federais, estaduais e municipais é feito em uma única guia, a DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

Os serviços referentes ao Simples Nacional podem ser acessados através da atendente virtual da Sefaz Alagoas, a Nise, através do site www.sefaz.al.gov.br ou pelo Telegram @nise_sefaz_al_bot.

A Secretaria da Fazenda de Alagoas reconhece a importância das micro, pequenas e médias empresas  para a economia estadual, por isso trabalha para fortalecer o segmento no Estado.