Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
Quarta, 22 Novembro 2017 11:52
MODERNIZAÇÃO

Posto fiscal de Novo Lino terá construção adaptada à duplicação da BR-101 Norte

Contrato com empresa aprovada para as obras foi assinado pelo secretário de Fazenda George Santoro; projeto faz parte do processo de modernização do Fisco alagoano

Em Novo Lino circulam mensalmente mais de 65 mil documentos fiscais vindo para Alagoas e outros 10 mil saindo Em Novo Lino circulam mensalmente mais de 65 mil documentos fiscais vindo para Alagoas e outros 10 mil saindo Divulgação
Texto de Felipe Miranda

A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL) publicou, no início desse semestre, o edital 01/2017 em busca de propostas para a construção do posto fiscal do município de Novo Lino. Após análises criteriosas sobre aspectos técnicos do projeto, o certame já tem uma empresa habilitada para iniciar os trabalhos: a MN Construções. Nessa terça-feira (21), o secretário de Fazenda George Santoro assinou, juntamente a representantes da construtora, o contrato que formaliza a parceria.

 

A construção faz parte dos esforços do Fisco alagoano em se modernizar e oferecer serviços melhores para a população.  Em Novo Lino, que está localizado à divisa do Estado com Pernambuco, circulam mensalmente mais de 65 mil documentos fiscais vindo para Alagoas e outros 10 mil saindo. O fluxo de veículos e informações foram considerados no projeto de construção. Visando isso, o posto fiscal será erguido de acordo com a funcionalidade da duplicação da rodovia BR-101 Norte.

 

Para o Superintendente da Receita Estadual, Francisco Suruagy, a construção é sinônimo de combate a sonegação. “Esse posto fiscal virá com uma infraestrutura moderna e em formato de ilha, ou seja, adaptável à BR duplicada e com toda uma logística de ponta. Isso vem a favorecer o cidadão, que terá mais conforto, agilidade e praticidade nos atendimentos.”

 

O próximo passo será a assinatura da ordem de serviço para o início efetivo das obras no local. A previsão é que o posto fiscal seja finalizado em até 10 meses.