Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
Quarta, 15 Março 2017 13:28
EVENTO

Alagoas é o primeiro Estado do país a buscar implantação de Integridade Pública

Oficina propôs discussões acerca dos conceitos de Compliance voltados ao setor público

Oficina promovida pela Sefaz favorece o aprimoramento do Portal da Transparência Oficina promovida pela Sefaz favorece o aprimoramento do Portal da Transparência Ascom
Texto de Tatyane Barbosa​ e Isabelle Monteiro​

A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL) promoveu a Oficina Programa de Fomento à Integridade Pública (Profip) nos dias 13 e 14 de março. A atividade, pioneira no Estado, levantou discussões acerca dos conceitos de Compliance (conformidade com leis e regulamentos externos e internos) voltados ao setor público. O evento aconteceu na Escola Fazendária, em Jacarecica.

Durante a oficina, os temas abordados foram relacionados às regras internas de instituições, estabelecidos como Compliance; e a estruturação do Plano de Integridade Pública; além do combate à corrupção.

De acordo com o assessor especial da Sefaz/AL, Rodrigo Miranda, a secretaria já tem discutido a respeito de ações para implantar um programa de Compliance interno, visando o aperfeiçoamento das atividades desenvolvidas.

“O primeiro passo esteve na Oficina Profip e Alagoas como precursor deste trabalho garante um importante avanço ao trazer a realidade do governo federal para tentar adequar à prática no nosso Estado, o que é fundamental para o crescimento da política de integridade pública”, ressaltou.

Para a auditora da Controladoria Geral da União (CGU) e responsável pelo Profip, Carolina Souto, é importante falar do programa por ter o intuito de fomentar o tema integridade, principalmente pelos últimos acontecimentos no país. “Com este trabalho, buscamos o avanço no combate à corrupção e a integridade vem por conta disso. Quanto mais incentivamos, conseguimos diminuir o avanço da corrupção na administração pública, acho que isso é o maior ganho”.

O assessor de governança da Controladoria Geral do Estado (CGE), Thiago Paiva, participou do evento e salientou que a ação contribui com a CGE para que fraudes sejam evitadas, tendo em vista a realização dos trabalhos de ouvidoria, correição, sindicância e processo administrativo disciplinar.

“Esta iniciativa também colabora para que haja maior controle social, porque, a partir disso, é possível a implantação de um serviço de qualidade ao cidadão e o outro beneficio é que essa oficina ajudou a trazer mais ideias para aprimorar o Portal da Transparência”, conclui.​