Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
Quarta, 15 Março 2017 13:23
ENCONTRO

Sefaz discute software sobre auditoria em Encontro Nacional de administração tributária

Fisco alagoano se apresenta pela primeira vez no evento

Texto de Tatyane Barbosa

A gerente de Planejamento da Ação Fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL), Alexandra Vieira, vai debater, durante Encontro Nacional dos Coordenadores e Administradores Tributários Estaduais (ENCAT), a aplicação do sistema ContÁgil, software da Receita Federal desenvolvido para tratar de auditoria, verificação de indícios e cruzamento de dados. O evento acontece nos dias 16 e 17 de março, em Brasília, no Distrito Federal.

Esta é a 60ª edição do encontro que tem como premissa a troca de experiências entre os Fiscos do país, momento no qual representantes de Alagoas e do Estado da Bahia vão analisar e explicar, perante os demais entes federativos, o software ContÁgil.

Dentre as pautas sugeridas estão a Nota Fiscal Eletrônica; Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e); Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e); proposta de Reforma da Previdência; e avaliação do sistema ContÁgil Lite.

Para Alexandra, o Encat propõe o fortalecimento das Administrações Tributárias em prol da sociedade, além de ser um fórum de discussão sobre organização tributária que traz novidades e mudanças referentes à legislação.

“Há um compartilhamento de experiências, atualização das práticas de fiscalização. Então, é importante para o Estado participar desses fóruns, justamente para padronizar os procedimentos e normas”, salientou.

 

ContÁgil

Em 2015, foi assinado um convênio entre os Estados e a Receita Federal para que fosse disponibilizado o software Contágil, ferramenta que fortalece o processo de supervisão, especialmente no que concerne às ações de fiscalização. No ano passado, houve um treinamento com alguns fiscais após a disponibilização do sistema.

 

Encat

O Encat reúne representantes das Secretarias de Fazenda, Finanças, Receitas ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal e ocorre em diferentes lugares no período trimestral. O local é definido nas reuniões que antecedem o encontro, sob a presidência do coordenador geral, Eudaldo Almeida de Jesus. Durante quatro dias, autoridades, técnicos, representantes da sociedade e formadores de opinião debatem os assuntos de maior relevância à época da reunião.