Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 1017
Terça, 01 February 2022 13:17

Investimento recorde de R$ 3,8 bilhões impulsionam empregos no Estado de Alagoas

Em 2021, foram R$ 3,8 bilhões em 2021, uma média de R$ 1 bilhão nos anos anteriores. Em 2021, foram R$ 3,8 bilhões em 2021, uma média de R$ 1 bilhão nos anos anteriores. Márcio Ferreira

O ganho de emprego em pequenas cidades do Nordeste tem grande efeito no bem-estar econômico. É o caso de Alagoas, que com a privatização do saneamento e diversos investimentos públicos aumentou a quantidade de empregos ofertado em todo o Estado, sendo o  que mais gerou empregos no Nordeste.

O governo estadual, em 2021, executou mais do que o triplo de investimentos. Foram R$ 3,8 bilhões em 2021, uma média de R$ 1 bilhão nos anos anteriores. Muitas cidades pequenas estão com obras e contratando trabalhadores locais.

“A privatização do saneamento rendeu R$ 2 bilhões e é responsável por R$ 500 milhões na alta de investimentos de 2021. O restante ficou no caixa do Estado e será utilizado para os investimentos neste ano de 2022, e nos próximos”, frisou George Santoro, secretário de Fazenda de Alagoas.

Santoro ainda afirmou como foram realizados os investimentos. “A maior parte dos investimentos veio com arrecadação de impostos e limitação de despesas. Desde 2015 temos superávit nas contas”, acrescentou o secretário.

Investimentos


Em Cacimbinhas, não podia ser diferente. Por lá, há três grandes obras em execução que, juntas, estão gerando mais de 100 empregos diretos para a cidade. Na oportunidade, estão as construções da Escola Estadual Muniz Falcão, do novo Centro de Saúde Professor Zerbini e da nova Escola Municipal José Calado Cavalcante.

O presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e prefeito de Cacimbinhas, Hugo Wanderley, ressalta sobre os investimentos do Estado que estão sendo realizados no município de Cacimbinhas.

“A área da construção civil gerou mais empregos formais disparadamente no município. Essa área foi impulsionada pelos investimentos do Poder Público Estadual e Municipal. E com a chegada dos recursos da concessão, vamos manter esse ritmo. Além disso, tenho investido na contratação de cursos profissionalizantes através de bolsas para os estudantes e a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Na construção civil, o objetivo é formar mais mão de obra especializada para demanda do município, com cursos de pedreiro e bolsas para estudantes em técnico de edificações”, frisou.