Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
Terça, 17 Outubro 2017 12:44
CIDADANIA

Programa de Educação Fiscal expande atividades no interior de Alagoas

Doações e palestras estão entre as atividades realizadas nos municípios de Joaquim Gomes e Campo Alegre

Texto de Débora Vieira

O Programa de Educação Fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL) tem aumentado sua atuação por outras regiões. É tanto que as crianças e adolescentes da Associação Madre Esperança, localizada em Joaquim Gomes, receberam doações e a Escola Estadual Dom Constantino, situada em Campo Alegre, lançará gincana solidária com apoio da Nota Fiscal Cidadã (NFC). 

Com mais de 30 anos de atuação, a Associação leva assistência para crianças adolescentes, mães e gestantes. Além de receberem mais de 130 itens de vestuário, o projeto já foi beneficiada com a NFC duas vezes.

“Com esse dinheiro realizamos alguns ajustes na nossa sede com objetivo de tornar mais confortável o ambiente às pessoas carentes. Sem esse recurso não teríamos como oferecer isso”, explica a coordenadora da entidade, Madre Teresa. 

A Associação oferece atividades sócio-educativa, cultural e religiosa para menores e suas famílias em situação de vulnerabilidade social. “O nosso objetivo é oferecer meios e cuidados adequados para facilitar uma integração social em conformidade com os direitos civis”, completa a Madre.

NFC

Na semana passada, a agenda do Programa de Educação Fiscal no interior ainda contemplou o município de Campo Alegre. A Educação Fiscal realizou uma palestra na Prefeitura do Município para falar da Campanha NFC e seus benefícios. “O nosso objetivo é chamar a atenção dos servidores e que eles possam incentivar os projetos sociais a fazerem parte da NFC”, pontua o coordenador pedagógico do Programa de Educação Fiscal, Yuri Miranda.

O Programa também aproveitou para visitar a Escola Estadual Dom Constantino Luers e fechar os últimos ajustes para o lançamento da gincana solidária com os professores e alunos do Colégio. A missão consiste em conseguir novos cadastros no Programa da NFC e convencer a população a compartilhar os cupons fiscais com dois dos projetos sociais do município: Comunidade Gênesis e Instituto Céu Aberto.

“Estamos realizando os últimos ajustes como o desenvolvimento do endereço eletrônico que irá contabilizar a pontuação dos alunos, mas a atividade já conta com um regulamento e cronograma”, explica Yuri.