Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
Terça, 19 Setembro 2017 14:16
MAIS SEGURANÇA

Sefaz investe em tecnologia de alta performance para cruzamento de dados

Equipamento, com grande poder de processamento de informação, promete melhorar malhas fiscais da Fazenda alagoana

Exadata, tecnologia integrada de equipamentos e software para banco de dados, entrará em operação em novembro Exadata, tecnologia integrada de equipamentos e software para banco de dados, entrará em operação em novembro Ascom/ Sefaz
Texto de Débora Maria

A Fazenda de Alagoas está ampliando a sua capacidade de armazenamento e processamento de informações. Trata-se do Exadata, uma tecnologia integrada de equipamentos e software para banco de dados, que entrará em operação a partir de novembro deste ano e aperfeiçoará os serviços da Sefaz/AL.

 

O aparato foi adquirido com a finalidade de cruzar informações com maior agilidade. Com isso, a Secretaria detectará em tempo mais hábil as fraudes praticadas por alguns contribuintes, inclusive será possível realizar um monitoramento em tempo real das operações realizadas por esses usuários.

 

“É um dos equipamentos mais modernos disponíveis do mercado e que chega num ótimo momento, em que Alagoas vem aprimorando sua performance na arrecadação. Isso se faz essencial para que o Estado consiga atender às demandas da sociedade, que são crescentes. Com o Exadata, vamos localizar o contribuinte sonegador de forma mais imediata e melhorar as malhas fiscais da Fazenda”, antevê o secretário especial da Receita Estadual, Luiz Dias.

 

Ainda de acordo com Luiz, quando a malha da Sefaz/AL identificar alguma irregularidade, o primeiro passo será comunicar os responsáveis para que os erros sejam corrigidos de forma voluntária. “Caso não cumpram vamos atuar com todo rigor de nossa fiscalização”, complementa.

 

O Exadata também vem para potencializar outras atividades do Fisco alagoano. A maquina aperfeiçoará os sistemas fazendários e garantirá maior disponibilidade nos serviços prestados ao contribuinte pela internet, tais como a Nota Fiscal Cidadã, Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFCe) e, também, a ferramenta Economiza Alagoas, que possibilita aos consumidores consultarem e compararem preços de produtos.

 

“Essa máquina acaba favorecendo o contribuinte, porque você vai ter uma maior agilidade no próprio atendimento com esse público. Proporciona uma melhor utilização dos recursos da Secretaria em prol do contribuinte, seja no atendimento ou em proporcionar uma fiscalização mais adequada, possibilita uma melhor justiça fiscal”, pontua o chefe de dados da Sefaz/AL, Luiz Frederico.

 

O processo de modernização das atividades da Sefaz/AL não para por aí. Com a aquisição do Exadata, a Fazenda implantará novos sistemas que favorecem diretamente os cidadãos alagoanos. Entre os principais planos estão o Projeto Administrativo Tributário Eletrônico (Epat), o Domicílio Eletrônico do Contribuinte e o Siafe Alagoas, que irá trazer mais modernidade aos procedimentos de execução orçamentária e financeira.

 

“A concretização dessas ações só serão possíveis graças a esse equipamento que permite uma maior capacidade para processar os dados e consequentemente um melhor funcionamento dos sistemas”, finaliza o chefe de Infraestrutura da Sefaz/AL, Cristiano Valões.